47ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia

Presidente da SBP destaca ALTRUÍSMO como qualidade imprescindível para gestores públicos

Discurso abertura 47ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia

Prof. Dr. Ricardo Gorayeb

Presidente da SBP

 

Quero iniciar minha fala cumprimentando os membros da mesa,

·         Dra. Merry Bullock, ex-secretária Geral da IUPSyS

·         Profa. Dra. Cynthia Cosme Gutierrez Duran representando a Uninove.

·         Profa. Daniela Uga, Presidente da Comissão Organizadora Local. Agradeço à Uninove e a seus professores, membros da Comissão Organizadora do Congresso, pela cessão do espaço e pela cooperação na organização do evento. É um prazer estar aqui neste ambiente, sendo tão bem acolhido.

·         a Profa. Marina Massimi, Vice Presidente da Sociedade Brasileira de História da Psicologia, com quem temos a satisfação de compartilhar a organização de nosso 47º Congresso e do 1º Congresso Nacional da História da Psicologia. O registro de fatos históricos é extremamente significativo para nos levar a refletir sobre o presente e o futuro, e esta jovem sociedade vem preencher uma lacuna importante nesta área na psicologia brasileira.

·         Agradeço às agências de fomento CAPES, FAPESP e CNPq pelo patrocínio.

Boa noite a todos, é com grande prazer que a Sociedade Brasileira de Psicologia abre oficialmente esta Reunião Anual, que é uma reunião que vem acontecendo há 47 anos consecutivos. Somos a única Sociedade Científica na área da Psicologia no Brasil que tem esta história em seu curriculum, e muito nos orgulhamos disto.

Esta história não seria possível não fosse a atitude ALTRUÍSTA de muitas pessoas.

Por isto, quero nesta abertura ressaltar uma característica psicológica que é o ALTRUISMO, que, segundo uma definição muito simples, da Wikipedia, é:

“um tipo de comportamento em que as ações voluntárias de um indivíduo beneficiam outros... A palavra "altruísmo" foi criada em 1831 pelo filósofo francês Augusto Comte para caracterizar o conjunto das disposições humanas (individuais e coletivas) que inclinam os seres humanos a dedicarem-se aos outros. Esse conceito opõe-se, portanto, ao egoísmo, que são as inclinações específica e exclusivamente individuais (pessoais ou coletivas).

Mas, Por que falar de altruísmo na abertura de nosso congresso científico?

Porque nossa sociedade científica não existiria se não fossem as atitudes altruístas de muitas pessoas. Pessoas que agiram pensando mais no benefício de outros que no próprio benefício. Tomemos como exemplo os Sócios Fundadores da Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto, a querida SPRP, que foi a antecessora da Sociedade Brasileira de Psicologia. Em nome dos 39 sócios fundadores, quero homenagear o Prof. Dr. João Cláudio Todorov, e a profa. Vera Otero, aqui presentes.

Altruístas foram os ex-Presidentes e Diretores da Diretoria Executiva da Sociedade Brasileira de Psicologia, muitos deles hoje membros do Conselho da SBP, e para homenageá-los eu destaco aqui a presença do Prof. Dr. Isaias Pessotti, ex- Presidente e Conselheiro da SBP, bem como prestar uma homenagem póstuma ao prof. Dr. André Jacquemin, ex-presdiente da SBP  e em cuja homenagem instituímos a Menção Honrosa André Jacquemin, que passará a ocorrer em todas as Reuniões Anuais da SBP e que será atribuída ao melhor trabalho científico do congresso, avaliada através do aplicativo eletrônico pelos participantes do congresso.

Altruístas são os dirigentes de Sociedades Científicas na área da Psicologia, alguns aqui presentes, e a quem eu homenageio na pessoa do Prof. Paulo Francisco de Castro, Presidente da Associação Brasileira de Rorscharch.

 Olhando atitudes altruístas um pouco mais de perto, não posso deixar de destacar o comportamento de nossa Secretária Executiva, Sra. Kelly Faveri, que há 11 anos gerencia, com extrema competência, nossos congressos científicos.

Também a Editora de nossa Revista Científica, Temas em Psicologia, Luisa Habisang, e os editores associados, são merecedores de elogios, por sua atitude altruísta.

Da mesma forma, os Editores do periódico de atualização PROPSICO, Cristina Miyasaki e Maycoln Teodoro, merecem nosso reconhecimento.

Também, não posso deixar de reconhecer os trabalhos dos membros da Diretoria nos últimos 4 anos, nomeadamente, a Profa. Dora Ventura, Lisiane Bizarro Araújo, Landeira Fernandes, Ronaldo Pilati Rodrigues, Andreia Schmidt, Maria Rita Soares, Marcelo Benvenuti e Renata Nakao.

Esta diretoria, que tenho o orgulho de presidir, fez algumas mudanças nos últimos 4 anos que podem ter contribuído para a melhoria do futuro da psicologia no Brasil, e para a internacionalização da Psicologia Brasileira.

Dentre estas eu destaco:

·         Nossa revista está sendo progressivamente transformada em uma revista internacional, com publicação em inglês, e vem recebendo o reconhecimento da CAPES, com a evolução de sua nota de avaliação e com a indexação internacional.

·         Passamos a editar o PROPSICO, um periódico de atualização nas áreas de psicologia clínica e da saúde.

·         Temos feito estrito controle de despesas, de forma poder cobrar taxas de baixo valor, como anuidade ou de inscrição no congresso.

·         Abonamos das anuidades todos os sócios com mais de 65 anos.

·         Isentamos as inscrições de 10% dos alunos inscritos nos congressos, o que este ano significa que cerca de 140 estudantes estão tendo a oportunidade de participar do congresso sem pagar.

·         Procuramos congregar o maior número possível de entidades de áreas específicas num encontro anual, dentro de nosso congresso, reunião esta que já vai para seu 4º ano consecutivo de realização, trazendo maior proximidade entre as diferentes sociedades de psicologia no Brasil.

·         Efetuamos parcerias com outras entidades,  como a ABPMC, IBNec, o IBAP, SBPOT, ACT-PE, FBTC, ASBRo e ontem firmamos acordo de cooperação com a American Associaton, a APA.

·         Temos representado a Psicologia Brasileira em eventos internacionais.

·         Conquistamos, num esforço conjunto com outras entidades, a oportunidade de trazer para o Brasil o International Congress Of Psychology, da IUPsyS, em 2024, para a cidade do Rio de Janeiro.

E, continuamos o caminho trilhado por quem nos antecedeu, fazendo a realização desta 47ª Reunião Anual de Psicologia.

As atitudes altruístas de todas estas pessoas devem servir como exemplo, como modelo, para todos nós, nestes momentos difíceis por que passa o país. Na abertura dos dois últimos congressos minha fala foi para denunciar as condições insatisfatórias por que passa a ciência brasileira, com o descaso governamental em relação à ciência no Brasil. Com o desenrolar dos fatos no país, onde legisladores elaboram todas as artimanhas possíveis para defenderem seus próprios interesses, de uma maneira egoísta, ou pouco altruísta, observa-se um certo desalento entre as pessoas, uma expectativa que tudo, um dia, num futuro que ninguém sabe quando é, ou como fazer para chegar lá, vai se arranjar. Contra este tipo de desesperança devemos nos unir ao redor de nossas sociedades científicas, agregar ao redor de pessoas capazes de alterar o rumo das coisas, exercer nosso altruísmo e batalhar para construir um futuro verdadeiramente melhor, para todos. Estaremos assim contribuindo para construir uma história da Psicologia verdadeiramente digna.

Obrigado

aberturaProfa. Dra. Cynthia Cosme Gutierrez Duran (Diretoria Acadêmica da Uninove) e Prof. Dr. Ricardo Gorayeb (Presidente da SBP)

Newsletter

Cadastre-se para receber notícias por e-mail: